OK, LULA, VOCÊ VENCEU; O PAÍS PAROU

Nos anos 9O, depois de passar alguns anos vampirizando o embaixador Roberto de Oliveira Campos, e ter pespegado nele o apelido Bob Fields que o glorificou, um tradicional jornal paulistano reuniu seu conselho editorial para chegar à seguinte conclusão: não adianta bater nele, é mais inteligente, preparado e sarcástico que todos nós juntos.

Ato contínuo o jornalão mandou editar um caderno especial sobre  a vida do gênio mato-grossense sob o seguinte título:'OK, BOB FIELDS, VOCÊ VENCEU".

O titulo vem agora à memória como referência desses dias atuais no Brasil. Nada se faz, nada se programa, nada se propõe. Inércia, anestesiamento  desinteresse por tudo que se move, se arrasta ou voa. Todos aguardam o da 24 de janeiro, com a ordem de proa Porto Alegre.

Podemos dizer hoje:  OK Lula, você venceu; o País parou.

 

Leia mais ...

JUCÁ MARCOU PASSAGEM DE VOLTA PARA BRASILIA DIA 24: LULA EXPLICA

O senador Romero Jucá, que está enfronhado nas questões políticas de Roraima, marcou passagem de volta para Brasilia no dia 24. O líder do PMDB no Senado . quer acompanhar junto à cúpula do governo o julgamento do ex-presidente Lula e avaliar qual vai ser o cenário político que se abrirá depois desta data.

Leia mais ...

NADA COMO TER POETA EM VIAGEM PRESIDENCIAL: TURIBA FEZ INVEJA A TANCREDO

A viagem do presidente eleito Tancredo Neves a sete países, antes de tomar a posse que não tomou, foi extremamente cansativa para os 4O jornalistas que o acompanharam.

Da neve de Washington às noches calientes da Cidade do México, a trupe de escribas nem notou que o ancião com disposição de menino já dava sinais de padecimento. Era um resfriado aqui, era uma tosse acolá, encobrindo a grande verdade do corpo.

Chegamos a Buenos Aires, última parada antes de voltar à terra. Os jornalistas organizaram uma homenagem ao velho estadista. Sabiam que dali para a frente o mineiro seria tragado pelo cordão de seguranças e por outro cordão bem mais cruel, o dos puxa-sacos. Ninguém mais privaria com o bom velhinho que nos sorria, apesar da dor que deveras sentia.

Fizemos a vaquinha para a champanha e o bolo com os míseros dólares que nos sobraram. Formou-se a roda para aguardar a descida do casal presidencial da suite do hotel, acompanhado do porta-voz Mauro Salles e do neto Aecinho (era assim mesmo que o champávamos, bem garoto quer era).

Escolhemos o orador para saudar o presidente: recaiu no jornalista Carlos Henrique de Almeida Santos (SBT), porque o pai dele, o falecido deputado Almeida Santos, havia sido deputado federal e contemporâneo de Tancredo no Congresso.

Tudo pronto para começar, quando alguém, fazendo a contagem da trupe, notou que faltava um. Era o misto de jornalista e poeta Luiz Turiba. Procuramos daqui, dali, e nada. Onde estava o Turina? Mistério total.

Começamos sem ele, porque o presidente eleito dava mostras de extremo cansaço. No meio da homenagem eis que Turiba adentra o salão de recepções, com um sorriso matreiro e feliz de quem esteve em algum paraíso portenho.

E tinha sido mesmo. Quebrou o mistério:

- "Vocês vão morrer de inveja. Passei o dia na casa do grande poeta Jorge Luis Borges, a convite dele de sua companheira Maria Kodama..."

Até o Dr. Tancredo ficou com inveja.

Leia mais ...

RUÍDOS COM MAIA CHEGAM A NÍVEL INTOLERÁVEL PARA GOVERNO

As reiteradas manifestações do deputado Rodrigo Maia, sempre em discordância com o pensamento do governo na questão da votação da Reforma da Previdência, têm para o governo sinais não de um simples desalinhamento, mas de aberta hostilidade aberta.

Hoje, por exemplo, o presidente da Câmara deu como praticamente perdida a causa da reforma, ao se pronunciar nos Estados Unidos no sentido de que, não sendo votada em fevereiro, não o será mais. Pelo menos, ele não colocará em pauta.

Quase no mesmo instante, o ministro Carlos Marun afirmava no Palácio do Planalto que a pauta permanece a mesma: votação da reforma em 19 de fevereiro. Uma brutal desalinhamento.

O governo nada pode fazer: Maia é doNo da pauta da Câmara. E é candidato a presidente da República cada vez mais apoiado por um leque de partidos do centrão. Só que não tem votos fora da Câmara.

Leia mais ...

PAÍS PARADO À ESPERA DO DIA 24: NÃO EXISTE OUTRO TEMA EM BRASILIA

O clima em Brasilia está de vaca não reconhecer bezerro: não há outro assunto que não o do julgamento de Lula no dia 24. Ninguém fala em outra coisa, e ninguém consegue entabular agenda a médio prazo nos confins desertos do Congresso Nacional. É a mesma a ansiedade nos gabinetes do governo federal e nos tribunais superiores.Tudo gira em torno do dia 24.

Leia mais ...

TEMER BUSCA CANDIDATO QUE POSSA CONTINUAR SEU LEGADO

Embora publicamente alinhados como nas imagens deste domingo em que caminharam juntos até o Palácio da Alvorada, o presidente Michel Temer e o ministro Henrique Meirelles estão mais afastados em matéria de objetivos na eleição presidencial do que nunca estiveram.

A disputa aberta do ministro com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pela posse do centro, foi não somente lamentada nos sítios palacianos mas reprovada como coisa de amadores apressados.  

O presidente está certo de que o candidato que tiver o seu apoio, e se dispuser a continuar o seu legado reformista, terá fortes chances de ir ao segundo turno, seja qual for o cenário pós-dia 24 de janeiro em Porto Alegre..

Aposta que a recuperação da economia até a época da campanha eleitoral será tão evidente que favorecerá a recuperação da popularidade do presidente em nível de no minimo 20%, no  inicio do calendário eleitoral.

Uma coisa é certa: esse candidato não é conhecido hoje.Não será nem Meirelles nem Rodrigo.Quem será? Geraldo Alckmin, por sua vez, patina. Cartas ao Palácio do Planalto.

Leia mais ...

IRRITAÇÃO COM RODRIGO, EX-AMIGO DOS GABINETES PALACIANOS

As declarações do presidente da Câmara, Rodrigo Maia aos jornalistas em Washington causaram irritação no Palácio do Planalto,  sobretudo a que joga um balde de água fria na votação da Reforma da Previdência em 19 de fevereiro, considerada extremamente difícil por ele. O mínimo que se ouviu nesta manhã sobre Maia foi: "Com um aliado desse a gente não precisa de inimigo" 

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

:: Vídeos