SINALIZAÇÕES DA SEMANA: TEMER VIAJA, CRISE SE DISSOLVE NO AR

Brasília, 213 sul

19, SEGUNDA

* O presidente Michel Temer viaja para a Rússia Rússia e Noruega. De 19/O6 a 23/O6 ausente do País, Temer.

SINALIZA ao mercado normalidade e indício de que assegurou a governabilidade do País.

*Terminaria hoje o prazo para a Polícia Federal entregar o inquérito que investiga o presidente Michel Temer, mas a PF deve voltar a pedir mais tempo para concluir toda a investigação. Num primeiro momento, neta semana também. a PF deve encerrar o caso que relaciona Rodrigo Rocha Loures, “o homem da mala”, ao presidente Temer.

SINALIZAÇÃO: Quanto aos demais fatos, neste momento, a expectativa é de que informe ao STF ser necessário um maior aprofundamento. A perícia das gravações feitas pelo delator Joesley Batista está quase finalizada.(Fonte: Andreza Matais, Coluna do Estadão)

20, TERÇA

* Temer na Rússia: pela agenda prevista, os compromissos do presidente começam hoje ao participar de reunião com investidores russos aos quais falará sobre as reformas que modernizam a economia brasileira, como o Projeto Crescer. Além do encontro com o presidente da Rússia, Vladimir Putin, Temer manterá reuniões com o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, com a presidente do Conselho da Federação, Valentina Matvienko, e com o presidente da Duma de Estado, Vyacheslav Volodin. Em Moscou, está prevista também assinaturas de instrumentos bilaterais em temas como promoção de comércio e investimentos, intercâmbio cultural e consultas políticas.(Fonte: Portal do Planalto)

* Prazo final para o ex-presidente Lula apresentar suas alegações finais ao juiz Sérgio Moro no processo em que ele é acusado de ter recebido vantagens indevidas da empreiteira OAS.

* A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal pode julgar pedido de prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e suspensão do seu mandato.

* A Polícia Federal pode concluir perícia nas gravações de diálogos entre o presidente Michel Temer e o empresário Joesley Batista (JBS).

* A Comissão de Assuntos Sociais do Senado pode votar o parecer do senador Ricardo (PMDB-ES) Ferraço à Reforma Trabalhista.

* SINALIZAÇÃO: A previsão do governo é de que a tramitação seja concluída até o início do mês que vem. O texto, que modifica as leis trabalhistas, foi aprovado na semana passada pela Comissão de Assuntos Econômicos sem alterações, seguindo a versão enviada pela Câmara. O relatório analisado hoje será o mesmo aprovado na semana passada e é de relatoria do senador, Ricardo Ferraço (PSDB-ES) – Folha.

21, QUARTA

* O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar se o plenário da corte pode rever pontos específicos das colaborações premiadas dos donos da JBS – entre eles, as penas negociadas com os delatores em troca das revelações. Também será analisado se o ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato, vai continuar conduzindo o inquérito aberto para investigar o presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PA), suspeitos de terem cometido corrupção, organização criminosa e obstrução de justiça. (Fonte: O Globo)

22, QUINTA

* O Banco Central divulga o Relatório Trimestral de Inflação.

23, SEXTA

* IBGE divulga o resultado do IPCA-15 de junho.

* A PF pediu ao STF dez dias para concluir o inquérito contra Temer, prazo que terminaria na sexta, 23, mas Edson Fachin só concedeu cinco.(Fonte: Andreza Matais, Coluna do Estadão)

SINALIZAÇÃO: Portanto, o novo prazo se encerra em 30 de junho.

PRÓXIMA SEMANA:

29, QUARTA

* O Tesouro Nacional divulga o resultado das contas do governo central de maio.

30, QUINTA

* O Banco Central divulga o resultado das contas do setor público consolidado em maio.

EM JUNHO, SEM DATA MARCADA:

*A equipe econômica decidiu levar adiante a proposta de reforma do sistema tributário, desenhada pelo governo antes da crise política provocada pela delação de Joesley e Wesley Batista, da JBS. A meta do presidente Michel Temer é obter até o próximo ano a aprovação da reforma, que seria executada em três etapas, alterando regras do PIS, da Cofins e do ICMS, e unificando tributos das três esferas de governo.

SINALIZAÇÃO: Uma medida provisória com mudanças nas regras do PIS e da Cofins deve ser enviada ainda neste mês ao Congresso (Folha).

NOS PRÓXIMOS MESES:

* A Medida Provisória 784 ampliou os poderes punitivos do Banco Central e da Comissão de Valores Mobiliários, criou acordo de leniência no âmbito das duas autarquias e listou 17 infrações administrativas, até então só descritas em resoluções do Conselho Monetário Nacional, dando-lhes força de lei. A medida provisória não concorre com a atuação do Ministério Público Federal, pois alcança exclusivamente ilícitos administrativos cometidos por agentes do sistema financeiro e do mercado de capitais (Valor).

* A Câmara e o Senado Federal pautaram quatro propostas de lei de relevância econômica com alta ou muito alta probabilidade de serem transformadas em lei nos próximos 180 dias, segundo levantamento do grupo Estudos Legislativos e Análise Política do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap/Ello) para o Valor.

SINALIZAÇÃO: Entre os projetos está o PL 7425/17 que elimina barreira à participação de capital estrangeiro nas companhias aéreas, ao retirar o limite de até 20% de dessa participação.(Fonte: Valor)

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Deixe uma resposta